Sono na Infância: Verdade ou consequência? #9

Hoje trago-vos um tema que cada vez mais me inquieta – (a falta do) sono nas crianças.

São inúmeros os estudos, artigos, os especialistas que abordam este tema e que o debatem na esperança de ajudar pais e crianças a ultrapassar os distúrbios ao nível do sono.

Tenho procurado aprofundar os conhecimentos acerca deste tema. Este é um problema de pais e diria que até de educadores, que por desconhecimento ou desvalorização, não intervém de forma eficaz na procura de soluções para ajudar as suas crianças. Parece um tema simples, mas não é, pois envolve crenças, modelos, práticas parentais e pedagógicas, bem como comportamentos da criança. É algo complexo e que deve ser tratado com delicadeza. Deve ser tratado…

Mas afinal, o que são perturbações do sono? São alterações ao nível da rotina do sono que se manifestam, na maioria dos casos, pela resistência da criança em ir para a cama, em dormir sozinha, enurese noturna (xixi na cama), terrores noturnos, sonambulismo, bruxismo e pesadelos. Segundo os especialistas, algumas destas manifestações podem estar relacionadas a factores físicos (obesidade, refluxo gástrico, epilepsia…) ou psicológicos (PHDA, depressão, deficiência cognitiva), outras porém devem-se apenas a  ausência de rotinas e a práticas parentais incoerentes e demasiadamente permissivas.


image

Foi uma sessão muito objetiva e bastante esclarecedora. Para muitos talvez, demasiadamente direta, mas para se alterar comportamentos e práticas temos que incidir diretamente no problema ao invés de “fingir” que não existe. Só assim, ocorrem as mudanças tão esperadas e necessárias para o desenvolvimento saudável da criança.

De entre muito que foi explanado, retirei essencialmente que:

  1. O sono é uma necessidade fisiológica, que não devemos desvalorizar na vida das crianças;

  2. 25 a 40% dos problemas com o sono são subestimados, pois por norma os pais e educadores não relacionam a agitação ou determinados sintomas ou comportamentos à falta de sono;

  3. As perturbações do sono são essencialmente transitórias, mas quando ocorrem, têm um impacto brutal na família e nas crianças. Só a intervenção desmonta este ciclo vicioso e traz a normalidade à vida criança e da família;

  4. Existem fatores de risco associados a esta perturbação, nomeadamente: conflitos parentais, características da personalidade do pais, patologia nos pais (deprimidos, perda de controlo, insegurança, nervosismo..), que se refletem na interação com a criança na hora de dormir.

Em suma, muito do comportamento da criança, está relacionado com as condições do espaço onde dorme (luz, cor, conforto) e das atitudes dos pais. Considera-se assim, que ambos predizem as condições para a criança se sentir segura e conseguir descansar com tranquilidade.

Acredito profundamente, que é a este nível, os educadores têm uma grande missão, ao alertar de forma correta e coerente os pais e cuidadores, sobre efeitos da privação do sono nas crianças, no presente e no futuro.

Ao nível da intervenção comportamental, é possível através de alterações simples, preparar o caminho para que a criança possa descansar o tempo necessário e ter um sono de qualidade e reparador. Por norma, aconselho os pais a estabelecer uma rotina de sono regular, criar um ambiente calmo, nos trinta minutos antes da hora de deitar, introduzir rituais de adormecimento, ao ler uma história, cantar, fazer festinhas, dar miminho, dar à criança um objeto de transição (boneco, óó, fralda), enfim… existem várias estratégias a implementar… não nos podemos esquecer que cada criança é uma criança e cada família uma família.

Todas as crianças precisam de dormir para crescerem saudáveis e felizes! 

 Sugestão de  literatura sobre o tema:

Brazelton, T. Berry, Sparrow, J. (2007). O método Brazelton – A criança e o sono. Editorial Presença.

Cordeiro, M. (2010). Dormir Tranquilo. A Esfera dos Livros.

Hollyer, B. & Smith, L. (2007). O Sono da criança. Segredos para conseguir uma noite tranquila. Colecção Viver Hoje.

Letria, J. (2013). Sono Soninho. Clube do Autor. (plano ler+)

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo